CÓDIGO DA SALVAÇÃO!


O conceito que essa rua expressa
É a pressa dos sobreviventes da onda gigante
O louco tsunami do consumo
Gente que corre sem rumo
Esperando novas emoções 
Que substitua os sentimentos esquecidos
Que lástima, os sinos, os hinos, os abraços,
Tudo se repetindo e ecoando num vazio
Nada parece lembrar o acontecimento
Aquele momento em que tudo fez sentido
A estrela, os anjos, a manjedoura, a simplicidade,
O menino nascendo, a luz, a graça,
Quem nessa praça de alimentação se lembra disso?
Quem o ano inteiro ornou o seu pinheiro de carinho?
Quem se deu de presente ao beber o vinho e comer o pão?
Quem,mesmo tendo as mãos vazias trouxe um abraço sem culpa?
Quem conhece o apreço, o respeito ao irmão?
Quem guardou com carinho aquela cena?
Tocou-se e percebeu uma história boa de emocionar,
Desejou um aperto de mão, a paz pra mim e pra você
Reconheceu o presente e aceitou sem afronta
Pronta para fazer também a doação,  talvez um afago,
Aperfeiçoando o cuidado, se fazendo presente,
Com regularidade, o ano inteiro,
Não há dinheiro que pague!
Quem não esbanja o vil metal,
Sabe o quanto é simples o natal
Sabe que é um símbolo do amor,
De quem deu seu próprio filho,
Brilho e luz em nossa escuridão,
O Rei que nasceu unicamente
Pra fazer do amor a semente
Que transporta o código original da salvação.




Di Vieira

Comentários

Postagens mais visitadas