NEM OS LOUCOS ERRARÃO O CAMINHO!


  



Com boa vontade, senso de justiça e um pouco de amor no coração, poderemos mudar o mundo! Ao menos um pedaço dele, aquele que está ao nosso redor, aquele que chamamos de “nosso mundinho” e as vezes nos achamos donos, não somos; Somos apenas pela graça filhos do Dono! Muitos querem mudar o mundo com revoluções seguidas de mortes e vitórias espetaculares! Mas a única vitória que muda tudo é a vitória com o selo do amor. E tudo começa no Nascimento, Morte e ressurreição de Cristo Jesus, e continua ecoando aqui, dentro de nós, na atitude de respeito que temos pelas pessoas que também são amadas pelo Dono do mundo, o Senhor de todas as nações! E qualquer tentativa  de mudança, começa de dentro pra fora, (seja para o bem ou para o mal). E é nessa parte que as alternativas da vida se apresentam a nós a cada dia, a cada passo, a cada esquina, e a qualquer momento como um fato trivial que às vezes nem sequer damos importância! Hoje caminhando pelo calçadão da XV ( Rua das flores) decidi não olhar o horizonte perdida em meus pensamentos, até porque ali sempre fervilham acontecimentos comentáveis, por ali passam sempre pessoas de todo jeito e com atitudes das mais loucas, interessantes e improváveis. Por isso eu disse a mim mesma "Mulher preste atenção, essas pessoas podem trazer contextos tão ricos que até façam jus a uma biografia!" Só que eu não sei narrar histórias muito bem, com aqueles ricos invólucros que daria uma aparência melhor na falação, alinharia melhor todo esse episódio! Dai resolvi contar as coisas como vejo, como naquele momento, meu coração e meu pensamento trabalhavam, e sentiam. Foi nesse ponto que ouvi uma voz feminina, delicada mas firme em meio ao silencio da Praça Santos Andrade, “Ele levou sobre si nossas dores, sofreu as feridas, mas ressuscitou! Ele está vivo!" Apenas começava o dia, eram só oito horas da manhã! Olhei para ver de onde vinha a voz que proclamava um dia depois da Páscoa, sua alegria pelas boas novas! Me detive (confesso), um pouco em seu rosto para ver se descobria algum sinal de embriagues, e nada! Suas vestes pareciam de alguém que talvez tivesse dormido na rua, mas na verdade não sei, pareceu-me também que tinha um sinal qualquer de deficiência mental, mas também na verdade não sei, e por mais que possa parecer absurdo, senti vontade de glorificar o nome de Deus por aquela vida da qual eu não sabia absolutamente nada!!! Mas eu sabia que ela sabia que Cristo o Mestre para sempre vive! Isso bastava para que meu coração festejasse com o dela, apesar de não ser preciso parar minha caminhada para isso!
Eu te louvo Senhor porque suas promessas são sempre cumpridas, e nem os loucos errarão o caminho!
E como aquela senhora dizia, “Ele, Jesus O Cristo é o caminho a verdade e a vida!"
Algumas poucas pessoas passavam por ali naquele momento, e andando entre elas, ouvi uma ou duas rirem da possível loucura da personagem desse meu relato. Se esperam que eu diga que achei aquilo um absurdo enganou-se, essas coisa vivem acontecendo por aí a torto e a direito, as pessoas riem e debocham das coisas que não conseguem perceber e não têm a menor boa vontade de tentar entender a loucura do próximo, já que sua própria loucura já passou dos limites aceitáveis. Mas onde estaria verdadeiramente a loucura naquele momento? Eu creio que nas mentes daqueles que riam da pobre senhora, porque mesmo em sua doença (presumida), trazia aos nossos ouvidos palavras boas, palavras de vida naquela manhã, mesmo em sua (presumida) loucura, não agredia, nem incomodava ninguém. Infelizes os que fazem piadas de mau gosto sobre um ser simples que vaga pelas ruas, e também por não darem ouvidos as palavras de Boas Novas que ecoavam suave naquela manhã, mas que para muitos parecia loucura naquela segunda -feira! Sem dizer que estamos em um País de maioria cristã, e o dia, era um dia depois de festejarmos a Páscoa! Afinal o que sabemos sobre a Páscoa, sobre a libertação de vidas escravisadas, sobre o resgate de um povo? O que sabemos sobre o imenso amor de Deus por "todos"nós, ao oferecer seu filho em sacrifício? Foi por mim, foi por aqueles que riram da senhora de nossa história, e foi por ela mesma que com certeza sabia disso!
Esse foi um pequeno e corriqueiro fato, mas se queremos exercitar o amor, transformar o "nosso mundo" que tal começarmos com pequenas e importantes ações de respeito ao próximo?
Quem não gostaria de um mundo feito de amor, solidariedade, e respeito? Eu gostaria! Mas para mudar o mundo todos temos que de alguma maneira colaborar e isso começa por nós!
Mudar o mundo, você acha isso possível?
Ah! Já ia me esquecendo... O mundo começa em nós!




Di Vieira


Comentários

  1. Talvez não! Mas é sempre possível rever os conceitos que temos de nós mesmos, talvez não sejamos tão bons como pensamos, talvez não sejamos tão infaliveis como pensamos, talvez não estejamos amando ao próximo verdadeiramente, como precisamos!

    ResponderExcluir
  2. Agradeço pelo convite de amizade e aproveito para seguir suas noticias para trocarmos informações,
    abçs e tenha uma ótima navegação,



    Marivan

    ResponderExcluir

Postar um comentário

PENSAMENTOS E OPINIÕES SÃO BEM VINDOS!

Postagens mais visitadas